2 de Fevereiro, dia de Yemanjá!

http://www.secom.ba.gov.br/modules/destaques/uploads/1492024547RIACHAOJACUIPE728x90pxcopy.jpg

Não é de hoje que o sincretismo religioso faz da Bahia um dos lugares mais democráticos do mundo. Numa Terra onde brancos, negros, pardos, ricos e pobres se misturam na beira do mar, para render graças a Iemanjá, a fé é mesmo o grande sustentáculo de uma movimentação sócio cultural expressiva e universal.


Um lugar onde muitas vozes se calam diante de um único canto, o canto de fé, a rainha do mar, segundo os devotos que chegam a passar meses preparando a festa de 02 de fevereiro. Sem falar na movimentação política em torno da fé do povo!
Além do investimento público em segurança e estrutura para que a festa popular aconteça, o turismo em Salvador é o grande vencedor, recebendo inúmeros turistas do mundo inteiro nesse período.


Dizer que a fé é instrumento de movimentação social é pouco, aqui na Terra da magia a fé movimenta riquezas em torno da mais pura sinceridade do povo devoto de YEMANJA, o que beneficia a muitos e pode sim ser considerado um ponto positivo da festa, que, talvez, de negativo deixe alguns incidentes, acidentes e o desastre ocorrido com a morte por afogamento de uma devota na Praia de Buraquinho em Lauro de Freitas.
No saldo fica essa lição de democracia que o povo baiano da ao Brasil, um lugar onde o respeito as diferenças supera a intolerância religiosa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *