Quem será o próximo Secretario de Educação de Lauro de Freitas?

http://www.secom.ba.gov.br/modules/destaques/uploads/1492024547RIACHAOJACUIPE728x90pxcopy.jpg

Professor Juvenal pode ser o próximo Secretario de Educação do Município de Lauro de Freitas, um nome aclamado pelos professores e pela sociedade, parecendo, tambem, ser bem visto pela Prefeita Moema Gramacho, ja que o mesmo fez parte de sua equipe em mandatos anteriores.

Nossa equipe conversou com ele sobre Educação e resolvemos antecipar o que ele pensa sobre a possibilidade de assumir o cargo.

Veja a entrevista:

1- O que é mais relevante na formação de nossas crianças?

Não é segredo para ninguém: educar uma criança é difícil. Requer persistência e dedicação dos pais, da escola e dos governantes, principalmente para ensinar valores importantes para o futuro dos pequenos, como amor próprio, autocontrole, respeito ao próximo, honestidade, atitudes de autoconfiança, de cooperação, solidariedade, responsabilidade.

 

2 – Como a família pode orientar os jovens na escolha de uma profissão?

Falar de escolhas, no mundo de hoje, com tantas alternativas e crises, é algo complexo. A família precisa ajudar o sujeito buscar o autoconhecimento e as possibilidades do mercado atual e futuro. Conhecer-se e conhecer os ambientes onde vai atuar facilita na escolha de várias opções profissionais.
O período escolar é importante para o jovem ver com quais matérias e assuntos mais se identificam, e conversar com os professores sobre como utilizar isso na vida corporativa ou pessoal. Ajudar o jovem a buscar o maior número de informações possíveis, no entanto, é importante não fazer a tarefa por ele.

3- Professor para o Senhor que está diariamente lidando com alunos, o que o senhor considera ser o fato de maior evasão escolar hoje no nosso estado?

As razões são muitas e daria um livro listar todas, mas vou citar as que julgo mais significativas
▶Acesso limitado
▶Sujeitos com necessidades especiais
▶Gravidez e maternidade
▶Uso de drogas e envolvimento com o tráfico
▶Ingresso precoce no mercado de trabalho, na maioria das vezes no mercado informal, para ajudar com despesas básicas a família
▶Violência dentro da Escola( bullying e assedio)
▶Déficit de aprendizagem

 

4- O que o Senhor considera indispensável na formação de professor?

1. Gostar do que faz
2. Articulação de saberes
3. Os saberes específicos
4. Os Saberes da experiência
5. Os saberes pedagógicos e didáticos
6. Os saberes articulados na sala de aula

 

5- Com tantas dificuldades sociais, a escola em tempo integral é a melhor alternativa para educação no país?

Acredito na escola de tempo integral, mas ela sozinha não trará os resultados que almejamos.
O aumento puro e simples dos dias letivos e da carga horária diária das aulas não garante uma educação básica de melhor.
A educação integral ou de tempo integral deve apoiar se na ampliação dos tempos e espaços educativos e na extensão do ambiente escolar mediante realização de atividades nas unidades escolares ou em outros ambientes socioculturais no contraturno, que devem incluir os campos da educação, da arte, da cultura, do esporte e do lazer, mobilizando-os para a melhoria do desempenho educacional, o cultivo das relações entre professores, alunos e suas comunidades, a garantia de proteção da assistência social e a formação para a cidadania. Devem também contemplar a abordagem dos temas: direitos humanos, saúde e consciência corporal, segurança alimentar e nutricional, convivência e democracia, compartilhamento comunitário e dinâmicas de redes.

 

6- Diante dos últimos casos de violência na escola, o senhor é a favor ou contra a liberação do uso de armas no país?

Contra. A arma mais poderosa que temos é a educação. E especialistas e estudos apontam que liberar armas só aumenta a violência.

 

7 – Tem sido cogitado entre os professores da Rede Municipal de Lauro de Freitas, o nome do senhor para secretario de Educação do Município. O que o senhor pensa a respeito?
Desde sábado fui surpreendido com mensagens de professores e da comunidade com a hastag # juvenalsecretario. Fiquei muito feliz, porque esse chamado representa o reconhecimento do trabalho que desenvolvemos na Semed.
Sou morador de Lauro de Freitas, ha mais de 20 anos, professor, coordenador e gestor da educação por 20 anos, conheço a comunidade e as necessidades educacionais do município.
Na nossa gestão ajudamos na implantação do Programa de Alfabetização, investimos na Formação de professores e auxiliares, elevamos o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica do (IDEB), que na época, tivemos a menor nota em uma de nossas escolas, mas saímos deixando a maior nota do município em outras escolas. Contribuímos na criação da lei do conselho municipal e orientamos a construção dos documentos necessários à educação do nosso município. Implantamos a lei que criou os cargos de auxiliar de classe e coordenador pedagógico, bem como, ajudamos na construção do processo de eleição direta para diretores de escola.

 

8- Como é a relação do senhor com a Asprolf?

De muito respeito, diálogo e transparência. Na nossa gestão, demos passos importantes no atendimento às exigências e necessidades da categoria, a exemplo da revisão do plano de carreira do magistério municipal, da liberação dos processos administrativos de mudança de nível, enquadramento e dedicação exclusiva.

 

9- Se realmente o convite oficial for feito pela Prefeita Moema Gramacho, o senhor pode vir a ser o novo secretario de Educação do Município?

Sim. Ficaria muito honrado e agradecido pela confiança em mim depositada e trabalharia pra desenvolvermos um trabalho de excelência para o município Sou do Partido dos Trabalhadores e estou a disposição do partido, da comunidade e da Prefeita, se assim desejarem.

Deixe uma resposta