HULDA SANTANA É UMA MÃE DE ALTA PERFORMANCE

Hoje é Día das Mães e, sabemos que todas as mães ao redor do mundo estão atravessando dias difíceis. Por isso, resolvemos contar historias de Mães de Alta PERFORMANCE. Nosso site hoje recebe Hulda Santana, advogada, mãe de dois filhos, personalidade política da cidade de Lauro de Freitas na Bahia, ela nós falou sobre os Desafíos e os Prazeres da maternidade.

Confere a entrevista:

Hulda, nos fale sobre sua relaçao com sua mãe:

Eu sempre fui muito apegada a minha mãe, creio que o fato de ser filha única, fez com que essa aliança ficasse ainda mais forte. Somos amigas, companheiras, temos uma relação de cumplicidade mesmo. Sempre compartilho meus sonhos e projetos com ela. Minha mãe é uma mulher muito determinada, forte, que tem uma confiança inabalável em Deus e me incentiva a não retroceder nem se render diante das adversidades da vida. E o melhor de tudo, ela é minha intercessora e conselheira, minha referência de serva de Deus.

 

Como é ser mae de menino?

Tudo de bom. Eles são super carinhosos, meus amores. É prático na hora de cuidar. Tomou banho, vestiu uma cueca, bermuda e tudo certo…rss
Eles também são super protetores, continuo sendo a princesa da casa…risos

Nos conte sobre sua primeira gestação:

Hugo Benjamim foi muito desejado e esperado. Tive que vencer alguns obstáculos para ter o primeiro filho, pois meu esposo não pensava em ter filhos. Já eu, sempre desejei ser mãe.
Eu também tenho a mesma malformaçao no útero que minha mãe tem e que fez com que ela não tivesse êxito em 4 gestações, tendo vingado somente eu de filha. Temos o útero bicorno, patologia que pode causar infertilidade, aborto espontâneo, nascimento prematuro do bebê ou anormalidades nos rins. Tinha receio de não ter filhos.

 

Após, convencer o esposo a ser pai, conversei com meu ginecologista e fiz alguns exames de praxe, deu alteração no resultado de um hormônio que influenciava na fertilidade. O médico também fez um procedimento e solicitou que refizesse o exame que teve resultado alterado. Fiquei muito apreensiva. Nesse período, estava tendo uma festa da Igreja no Centro de Convenções em Ilhéus. Eu senti fortes dores, uma irmã perguntou se eu estava grávida. Eu fiquei tão ansiosa, que no sábado mesmo fui fazer exame de sangue e descobri a gravidez. Nunca esquecerei, fiquei muito feliz, pois foi um milagre, eu tinha feito procedimento e já estava grávida, não perdi meu filho e nasceu de nove meses. Foi uma gravidez tranquila.

E o segundo filho?

Arthur Noival também foi muito desejado, pois eu tinha planejado ter 5 filhos…risos. Mas a segunda gravidez não foi planejada. Quando descobri que estava grávida de mais 2 meses, Hugo ainda não tinha 11 meses. Eu senti em ter que parar de dá mama, pois o obstetra orientou que seria necessário para não prejudicar o desenvolvimento do bebê. Eu também estava numa correria de época de política quando descobri a segunda gestação. Mas deu tudo certo, também tive meu filho com nove meses e muito saudável. Hoje, como eles tem idade bem próxima, é muito bom porque são amigos e ainda curtem as mesmas brincadeiras.


Eu descobri uma terceira gestação em maio 2019, bem na época das fortes chuvas aqui em Lauro de Freitas, mas, eu estava na correria dando suporte as famílias desabrigadas. Eu tive um sangramento que durou quase um mês, ja tinha ido várias vezes para emergência e quando recebi o resultado do exame, marquei logo obstetra. Na primeira consulta descobri a gravidez ectópica e já fiquei internada por 11 dias, mas graças a Deus não houve rompimento das trompas e não precisei operar.

Quais as maiores Dificuldades que como mãe você esta enfrentando neste momento de Isolamento Social?

Bem, as crianças ficam presas em casa com energia acumulada. Eles, além de perderem a convivência social na rotina da escola, não podem brincar com os amigos, os vizinhos.
O acompanhamento das atividades enviadas pela escola é um desafio, tem a agenda semanal de tarefas e aulas online. Estou com mais uma missão, a de professora, pois como Arthur tem 7 e Hugo tem 8 anos, precisam de todo suporte. Também tivemos que nos adaptar de forma abrupta a educação a distância.

Como você divide sua agenda entre a familia e os projetos sociais?

Não tem sido fácil, pois meus filhos ainda são crianças. Mas, tenho administrado com ajuda de amigos e companheiros que somam muito, meu esposo é meu braço direito e me dá todo suporte quando estou nos compromissos externos. Estamos juntos nessa missão de cuidar de vidas.

O que você diria a outras mães nesse periodo de Pandemia?

Aproveitem para fortalecer os vínculos familiares nesse período. Dê atenção, carinho e muito amor a seus filhos. Os dias são difíceis, mas com fé em Deus venceremos mais essa batalha.

Como você projeta o futuro para seus filhos?

Que sejam abençoados e alargados os seus horizontes. Que a proteção do Senhor seja contante. Que sejam livres de todo mal. Que sejam sensíveis a dor do próximo. Que valorizem as coisas simples da vida. Que sejam sempre tementes a Deus e que tenham muita saúde e vigor para enfrentar a vida.

E quero aproveitar esse espaço para desejar um feliz día das mães para todas as mães ao redor do mundo. Quero dizer a minha mãe e a todas as mães da minha equipe de voluntarias nos trabalhos sociais, que nós mães fazemos toda diferença no mundo, pois a responsponsabilidade de educar um filho é a responsabilidade de construir o futuro.

Por isso, sou tão grata a minha mãe.

Que Deus abençoe todas as mães, neste domingo.