VOCÊ APROVA O GOVERNO DO ATUAL PRESIDENTE DO BRASIL?

Para dar ao eleitor um panorama dos problemas políticos, econômicos e sociais do atual governo, buscamos 10 noticias sobre o atual governo, e replicamos aqui algumas questões que podem nortear a reflexão do eleitor sobre seu último voto, nesse período em que o país enfrenta tantas dificuldades, e está as vésperas de eleições municipais. Se você se interessa pelo futuro do país essa matéria é para você.

PRIMEIRA NOTICIA:

Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize o link https://www1.folha.uol.com.br/ilustrissima/2019/09/veja-10-acoes-do-governo-bolsonaro-no-desmonte-da-politica-ambiental.shtml ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos da Folha estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização da Folhapress ([email protected]). As regras têm como objetivo proteger o investimento que a Folha faz na qualidade de seu jornalismo. Se precisa copiar trecho de texto da Folha para uso privado, por favor logue-se como assinante ou cadastrado.

Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize o link https://www1.folha.uol.com.br/ilustrissima/2019/09/veja-10-acoes-do-governo-bolsonaro-no-desmonte-da-politica-ambiental.shtml ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos da Folha estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização da Folhapress ([email protected]). As regras têm como objetivo proteger o investimento que a Folha faz na qualidade de seu jornalismo. Se precisa copiar trecho de texto da Folha para uso privado, por favor logue-se como assinante ou cadastrado.

https://www1.folha.uol.com.br/ilustrissima/2019/09/veja-10-acoes-do-governo-bolsonaro-no-desmonte-da-politica-ambiental.shtml

SEGUNDA NOTICIA:

AÇÕES DO GOVERNO BOLSONARO VIOLARAM DIREITOS HUMANOS, APONTA MAPEAMENTO
Conselho Nacional dos Direitos Humanos, um colegiado independente que funciona no âmbito do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, identificou 36 violações; suspensão da reforma agrária e ampliação da liberação de agrotóxicos são algumas delas
Natália Portinari e Vinicius Sassine
21/12/2019 – 07:00

https://epoca.globo.com/sociedade/acoes-do-governo-bolsonaro-violaram-direitos-humanos-aponta-mapeamento-24151190

TERCEIRA NOTICIA:

Em meio à pandemia do novo coronavírus, o governo Jair Bolsonaro perdeu apoio de parte da população e atingiu as piores avaliações da sua gestão e pessoal desde que assumiu o cargo. É o que mostra pesquisa da Confederação Nacional do Transporte (CNT) com o Instituto MDA divulgada nesta terça-feira (12/5).

A fatia dos avaliam o governo como ótimo ou bom passou de 34,5% para 32% entre janeiro e maio deste ano. A soma de ruim e péssimo cresceu de forma mais expressiva, registrando um aumento de 31% para 43,4% em quatro meses o maior porcentual negativo nos quatro levantamentos feitos durante o governo Bolsonaro. Aqueles que avaliam o governo como regular eram 32,1% e, agora, são 22,9%.

https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/politica/2020/05/12/interna_politica,853929/governo-bolsonaro-tem-a-maior-avaliacao-negativa-do-mandato-diz-cnt.shtml

QUARTA NOTICIA:

Imaginava-se um governo ruim, mas ninguém conseguiria prever o circo completo
Há seis meses, os brasileiros observaram Jair Bolsonaro subir a rampa do Palácio do Planalto e tomar posse como presidente da República. As expectativas eram dúbias e os horizontes, incertos. Sabia-se de uma pretensão em aprovar medidas impopulares, como a reforma da Previdência e o decreto das armas, mas nada poderia prever o circo que se formava nos bastidores da política brasileira.

8 maluquices que só o governo Bolsonaro foi capaz de produzir

QUINTA NOTICIA:

Chefe linha-dura ou autoritário sem motivo?
Em seis meses de governo, o presidente perdeu três de seus ministros. Tudo começou em fevereiro, quando o capitão demitiu Gustavo Bebbiano, que ocupava o cargo de secretário-geral da Presidência. Bebbiano presidiu o PSL em 2018 e é implicado no esquema de candidaturas laranjas do partido. Recentemente, ele voltou a aparecer na esfera pública, tecendo críticas aos filhos do presidente, que “atrapalham” o governo.

No início de abril, foi a vez do colombiano Ricardo Vélez, que era ministro da Educação. Sua saída se deu em meio aos conflitos entre militares e olavistas.

Também por conta de atritos com o guru Olavo de Carvalho e os filhos do capitão, o general Santos Cruz, que comandava a secretaria do Governo, também foi despachado.

Outras posições do governo também tiveram seus nomes trocados, como o presidente da Funai, originalmente comandada por Ribeiro de Freitas; o presidente dos Correios, por Juarez da Cunha; e Joaquim Levy, que renunciou o cargo de presidente do BNDES.

8 maluquices que só o governo Bolsonaro foi capaz de produzir

SEXTA NOTICIA:

Ao anunciar seu pedido de demissão em um pronunciamento, Moro acusou Bolsonaro de buscar interferir politicamente na Polícia Federal e disse que o presidente quer colocar alguém de sua confiança no cargo, pois tem preocupações com inquéritos que tramitam no Supremo Tribunal Federal (STF) e quer ter acesso direto a informações como, por exemplo, relatórios de inteligência elaborados pela PF.

Avaliação negativa do governo Bolsonaro sobe a 49% e atinge maior patamar, diz XP

SÉTIMA NOTICIA:

Em 100 dias, Bolsonaro destrói direitos e é o governo mais entreguista da história
Planalto adota discurso e atos contra a soberania nacional, políticas de destruição de direitos conquistados ao longo de décadas e ameaça Previdência. País vive pior momento de sua história

Em 100 dias, Bolsonaro destrói direitos e é o governo mais entreguista da história

OITAVA NOTICIA:

O povo evangélico vai se dando conta de que esse governo não merece crédito
Para os evangélicos, a vergonha continuará: a vergonha de ter sido identificados com um governo que cada vez mais desafia o mentirômetro

O povo evangélico vai se dando conta de que esse governo não merece crédito

NONA NOTICIA:

Vetos de Bolsonaro colocam em risco companhias de saneamento estatais
Parlamentares dizem que vetos presidenciais contribuem para reduzir o valor das estatais no mercado

Vetos de Bolsonaro colocam em risco companhias de saneamento estatais

DÉCIMA NOTICIA:

Todos nós sabemos que no Brasil a ampliação da participação política é um processo recente. Nossa democracia está em processo de consolidação – basta compreendermos se, de fato, os direitos previstos na Carta Magna são efetivamente cumpridos e em que medida a população tem acesso às políticas sociais e a riqueza produzida nesse país. É um país com níveis acentuados de desigualdades, e os direitos, até então conquistados, foram à custa de muita mobilização social e enfrentamentos aos governos por adoção de políticas públicas nos campos da justiça social e da igualdade. Numa conjuntura em que as instituições estão em descrédito, principalmente os partidos políticos, Congresso Nacional e a Presidência da República, o comportamento do presidente da República, ao desrespeitar os demais poderes, os profissionais da imprensa, da saúde e chegar ao ponto de propor intervenção na Polícia Federal com objetivos não institucionais, entre outros, só contribuem para o enfraquecimento da democracia, pois essas ações refletem negativamente na sociedade, gerando desconforto e falta de confiança. Além desses elementos que foram colocados também me preocupa o tratamento que é dado pelo presidente ao que é público e o que é privado. Ou seja, exercendo uma prática em que o privado se sobrepõe ao público e, muitas vezes, ambos se confundem. Isso é uma prática inconcebível nas democracias modernas.

https://www.f5news.com.br/blogs-e-colunas/joedson-telles/acoes-de-bolsonaro-sao-desastrosas-avalia-cientista-politico-.html