Aterro sanitário já recebeu 2.051 toneladas de resíduos do antigo lixão de Itabuna

O aterro sanitário da Central de Valorização de Resíduos Costa do Cacau, (CVR), localizado na BR, 415, já processou 2.051 toneladas de resíduos sólidos do antigo lixão de Itabuna em quase um mês de operação. Já os resíduos de construção civil, somam 1.210 toneladas, que chegam ao aterro.

O secretário municipal de Infraestrutura e Urbanismo, Almir Melo Jr, acredita que parceria da Prefeitura de Itabuna com o aterro é um avanço para a cidade. “Já é um grande passo já que cumprimos a Lei de resíduos sólidos e ajudamos a despoluir o meio ambiente”, destacou em uma referência á Lei nº 14.026/2020, do Marco Regulatório de Saneamento Básico.
O gerente comercial da empresa, Rodrigo Zaché, ressalta que a destinação legalizada dos resíduos contribui para o desenvolvimento industrial de Itabuna. “A maioria das empresas, antes de se instalarem nas cidades, avaliam se há um tratamento do lixo, e Itabuna agora já está atende a esse parâmetro”, falou.
A mudança também vai beneficiar catadores, que sobreviviam da reciclagem dos materiais sólidos no lixão, em condições subhumanas. Pois, as famílias já começaram a receber cestas básicas e algumas serão contempladas com auxílio aluguel e uma bolsa de 700 reais. “Eles criaram uma associação e em 30 dias terão suporte de ecopontos que nós vamos instalar na cidade, para despejo do lixo seco, a exemplo de latas, papelão e embalagens plásticas em um galpão que vai contar com uma esteira para ajudar na separação dos recicláveis”, afirmou Almir Melo JR, secretário municipal de Infraestrutura e Urbanismo.
O fim do lixão representa um benefício à saúde pública, principalmente porque estava localizadas á 2 quilômetros do Hospital de Base Luiz Eduardo Magalhães. Por dia, 20 caminhões compactadores chegam ao aterro sanitário, na BR 415, para a destinação dos resíduos. “Todo o lixo é fracionado de forma que não tenha contato com solo. Já o liquido poluente é armazenado e passa por um transformação até ser transformar em água para reuso e o gás metano e captado e eliminado, durante o processo”, explicou Rodrigo Zaché, gerente comercial da empresa da CVR.
Conselho Municipal de Meio Ambiente
Nesta terça-feira, dia26, às 15 horas o Conselho Municipal de Meio Ambiente, fará uma visita ao aterro sanitário para ver todo o processo de destinação final dos resíduos coletados na cidade. Técnicos da Prefeitura e da CRV, irão explicar aos conselheiros passo a passo o processo de operação do aterro sanitário.

______________________
Departamento de Comunicação Social
Secretaria de Relações Institucionais
Foto: DCS
Legenda Foto: Caminhão sendo pesado antes de despejar os rejeitos no aterro sanitário
25/maio/2021
Prefeitura de Itabuna
Pela cidade, por você

PATRICIA LANE

Patricia Lane é formada em Letras pela UFBA, pós graduada em Estudos Linguísticos e literários, Gestão Escolar, Coach e Mentoria e MBA em Direção de arte, tv e vídeo. Atua como palestrante na área de Oratória e Gestão de Carreira, apresentadora de tv e jornalista politica DRT 006213/BA

Deixe uma resposta