Rompimento de adutora na Rua Benigno Alves comprometeu o fornecimento de água nos bairros Fátima e São Roque

http://www.secom.ba.gov.br/modules/destaques/uploads/1492024547RIACHAOJACUIPE728x90pxcopy.jpg

O rompimento de uma adutora que ocorreu na noite da última quinta-feira, dia 20, na Rua Benigno Alves, no Bairro de Fátima, causou a interrupção do abastecimento de água em algumas ruas do bairro. O rompimento prejudicou cerca de 200 casas das ruas Balduíno Silveira, Adolfo Moura, São Sebastião e parte da Monte Alto, além de algumas ruas do Bairro São Roque.
Segundo o diretor Técnico da Empresa Municipal de Águas e Saneamento (Emasa), Bruno Mendonça, o problema da Rua Benigno Alves foi bastante complexo, pois as casas da rua tiveram seus cômodos ampliados sob a adutora de 250 milímetros. “Assim que tomamos conhecimento do ocorrido, tivemos que interromper o abastecimento por questões de segurança. O Corpo de Bombeiros por precaução recomendou a interrupção para evitar o risco de o imóvel ter suas estruturas físicas comprometidas e vim abaixo”, salienta.
Desde as primeiras horas da sexta-feira, as equipes da Emasa centraram esforços para resolver a situação. A rede que estava sob as casas foi desativada, sendo necessário fazer a interligação à outra rede.

“Agora estamos tirando todo entroncamento da rede desativada e entroncado em uma nova rede, superando esse obstáculo, vamos gradativamente normalizar o abastecimento de toda essa área”, diz Mendonça.
O diretor Técnico da Emasa planeja que todo o serviço seja concluído até amanhã e os moradores afetados voltem a ter o fornecimento até o início da noite.

*Família Afetada*

A família de José Eduardo Calixto Santos, proprietário da casa que teve a ampliação sob a adutora que rompeu, vem recebendo desde a sexta-feira, toda assistência e apoio da Emasa. A Assistente Social da empresa, Maria D’Ajuda Nascimento, providenciou a locação de um imóvel na Rua São Jorge para onde os dez membros da família foram relocados.
“Além de relocar a família, eles receberam cesta básica, produtos de limpeza e nove galões de água mineral, pois devido o rompimento da adutora a Rua São Jorge, também ficou sem fornecimento de água”, cita D’Ajuda.

A Defesa Civil de Itabuna realizou avaliação do imóvel e constatou que as estruturas da casa não sofreram nenhum tipo de abalo, apenas o piso da sala sofreu avaria. “Após o parecer da Defesa Civil, a Emasa irá realizar os reparos necessários para a família retornar a sua casa”, afirma a Assistente Social da Emasa.

_________
Ascom Emasa
Fotos: Ascom Emasa
Legenda Foto: Operários da Emasa trabalham para solucionar o problema da Rua Monte Alto e ruas adjacentes
Legenda foto 2: Maria D’Ajuda presta assistência a dona de casa Marines Santos e família
25/maio/2021
Prefeitura de Itabuna
Pela cidade, por você

PATRICIA LANE

Patricia Lane é formada em Letras pela UFBA, pós graduada em Estudos Linguísticos e literários, Gestão Escolar, Coach e Mentoria e MBA em Direção de arte, tv e vídeo. Atua como palestrante na área de Oratória e Gestão de Carreira, apresentadora de tv e jornalista politica DRT 006213/BA

Deixe uma resposta