Rui assina ordem de serviço para construção do Hospital Ortopédico da Bahia e do Centro de Educação e Formação

Em Salvador, nesta segunda-feira (10), o governador Rui Costa assinou a ordem de serviço para implantação do novo Hospital Ortopédico da Bahia (Hoba) e do Centro Educação, Inovação e Formação da Bahia (Ceinfor). As duas unidades funcionarão na Rua Silveira Martins, no bairro do Cabula, onde antes funcionava uma empresa da área de telefonia. O espaço, com mais de 80 mil metros quadrados, passará por obras de construção de novos prédios e reforma e ampliação de estruturas já existentes, a serem executadas pela Companhia de Desenvolvimento Urbano (Conder), vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Urbano do Estado (Sedur).

O Hoba será gerido pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab). Já o Ceinfor terá gestão da Secretaria da Educação do Estado (SEC). O investimento nas duas obras é da ordem de R$ 250 milhões, entre edificações e equipamentos.

O governador destacou que o Hoba será o maior hospital ortopédico do país. “Mais do que um hospital, a ideia é que a gente inaugure uma filosofia nova. Espero que possamos reproduzir essa filosofia em outras unidades de saúde do Estado, que é a integração maior, que vejo em outros países como Alemanha e República Tcheca, entre as universidades, os institutos de pesquisa e as unidades de assistência. Em Cuba, por exemplo, as aulas acontecem nas unidades de saúde. Há salas de aula no fundo dos hospitais, das policlínicas e dos postos de saúde, ou seja, há uma integração absoluta entre assistência e formação”, afirmou Rui.

O Hoba vai ocupar uma área de 45 mil metros quadrados, com oferta de 212 leitos, sendo 20 de UTI adulto e 10 de UTI pediátrica. Com uma estrutura moderna, poderá realizar atendimentos adultos e pediátricos de média e alta complexidade, em áreas como traumatologia, ortopedia, transplante e medicina desportiva.

 

Fotos: Fernando Vivas/GOVBA

 

A secretária da Saúde do Estado, Tereza Paim, explicou que o hospital “será de referência de alta tecnologia para traumatologia e ortopedia. Além disso, terá um grande ambulatório de reabilitação de pessoas, muito centrado também na medicina desportiva. Então, atletas de alto impacto e menores poderão fazer a recuperação aqui. Também haverá um centro de transplante de tecido neuromuscular, como transplante de tendão, ósseo ou muscular. Ele vai estar ligado a todo sistema nacional de transplante e também com o instituto de traumatologia e ortopedia. Então, trará um impacto positivo na assistência e na reabilitação. Portanto, estamos iniciando um grande empreendimento, o maior hospital [da área] no Brasil”.

No Ceinfor, será implantada uma unidade escolar voltada para a formação de estudantes do Ensino Médio, Educação de Jovens e Adultos, Ensino Médio em Tempo Integral e Educação Profissional. Entre os cursos técnicos que deverão ser ofertados no complexo estão análises clínicas, enfermagem, farmácia, massoterapia, nutrição e dietética, radiologia, saúde bucal e vigilância em saúde.

“Esta é uma unidade escolar bem centralizada e bem localizada. Sendo construída ao lado de um hospital ortopédico, a determinação do governador foi que dirigíssemos os cursos da educação profissional em tempo integral para a área de saúde. Estamos falando de um centro de formação. Ofereceremos ainda cursos de curta duração para a comunidade. O governador determinou também que nos aproximássemos da educação superior. Então, deverão acontecer aqui residência médica, estágio de estudantes e espaços para pós-graduação”, ressaltou o secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues.

O projeto inicial prevê a ampliação do atendimento educacional realizado atualmente em duas escolas da região: a Escola Estadual Polivalente do Cabula (Mãe Stella) e a Escola Estadual Visconde de Itaparica.

No total, oito edificações serão construídas ou adaptadas. Inicialmente, espera-se ofertar cerca de 3 mil matrículas na primeira fase do projeto, ampliando progressivamente. Está prevista ainda a construção de estruturas de práticas esportivas como quadra coberta, campo society, pista de atletismo e arena de lutas.

Repórter: Lina Magalí

PATRICIA LANE

Patricia Lane é formada em Letras pela UFBA, pós graduada em Estudos Linguísticos e literários, Gestão Escolar, Coach e Mentoria e MBA em Direção de arte, tv e vídeo. Atua como palestrante na área de Oratória e Gestão de Carreira, apresentadora de tv e jornalista politica DRT 006213/BA