Connect with us

SAÚDE

BOLETIM CORONAVÍRUS

Published

on

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 3.840 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +5,5%), 53 óbitos (+2,9%) e 3.813 curados (+8,7%). Dos 73.307 casos confirmados desde o início da pandemia, 47.759 já são considerados curados, 23.695 encontram-se ativos e 1.853 tiveram óbito confirmado.

As confirmações ocorreram em 385 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (47,05%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Itajuípe (1.898,39), Gandu (1.539,98), Ipiaú (1.510,69), Uruçuca (1.271,99) e Itabuna (1.210,00).

O boletim epidemiológico contabiliza 73.307 casos confirmados, 162.200 casos descartados e 75.726 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 18 horas desta terça-feira (30).

Na Bahia, 8.724 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui.

Taxa de ocupação

Na Bahia, dos 2.284 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para coronavírus, 1.422 possuem pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação de 62%. No que se refere aos leitos de UTI adulto e pediátrico, dos 916 leitos exclusivos para o coronavírus, 718 possuem pacientes internados, compreendendo uma taxa de ocupação de 78%.

Cabe ressaltar que o número de leitos é flutuante, representando o quantitativo exato de vagas disponíveis no dia. Intercorrências com equipamentos, rede de gases ou equipes incompletas, por exemplo, inviabilizam a disponibilidade do leito. Ressalte-se que novos leitos são abertos progressivamente mediante o aumento da demanda.

Óbitos

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) contabiliza 1.853 mortes pelo novo coronavírus.

1801º óbito – mulher, 100 anos, residente em Salvador, portadora de diabetes, doença cardiovascular e doença do sistema nervoso, foi internada dia 04/06 e foi a óbito dia 12/06, em unidade da rede privada, em Salvador;

1802º óbito – homem, 59 anos, residente em Jequié, portador de hipertensão arterial e diabetes, foi internado dia 15/06 e foi a óbito dia 22/06, em unidade da rede pública, em Jequié;

1803º óbito – homem, 86 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial e doença respiratória crônica, foi internado dia 31/05 e foi a óbito dia 23/06, em unidade da rede privada, em Salvador;

1804º óbito – homem, 82 anos, residente em Salvador, portador de doença cardiovascular, foi internado dia 06/06 e foi a óbito dia 28/06, em unidade da rede privada, em Salvador;

1805º óbito – mulher, 96 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial, foi internada dia 13/06 e foi a óbito dia 19/06, em unidade da rede privada, em Salvador;

1806º óbito – homem, 84 anos, residente em Salvador, portador de doenças genéticas, foi internado dia 27/05 e foi a óbito dia 27/06, em unidade da rede privada, em Salvador;

1807º óbito – homem, 75 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial, doença cardiovascular e neoplasias, foi internado dia 07/06 e foi a óbito dia 22/06, em unidade da rede privada, em Salvador;

1808º óbito – homem, 45 anos, residente em Salvador, portador de neoplasias, foi internado dia 10/06 e foi a óbito dia 19/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1809º óbito – homem, 64 anos, residente em Maragogipe, portador de doença cardiovascular, foi internado dia 08/06 e foi a óbito dia 27/06, em unidade da rede filantrópica, em São Félix;

1810º óbito – mulher, 56 anos, residente em Salvador, portadora de doença cardiovascular, foi internada dia 04/06 e foi a óbito dia 25/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1811º óbito – homem, 61 anos, residente em Eunápolis, portador de hipertensão arterial e diabetes, foi internado dia 18/06 e foi a óbito dia 20/06, em unidade da rede pública, em Porto Seguro;

1812º óbito – homem, 52 anos, residente em Salvador, portador de obesidade, neoplasias e doenças hematológicas, foi internado dia 21/05 e foi a óbito dia 23/06, em unidade da rede privada, em Salvador;

1813º óbito – homem, 90 anos, residente em Paulo Afonso, sem informação de comorbidades, data de admissão não informada, foi a óbito dia 25/06, em unidade da rede pública, em Paulo Afonso;

1814º óbito – homem, 72 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial, foi internado dia 23/05 e foi a óbito dia 10/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1815º óbito – mulher, 99 anos, residente em Feira de Santana, portadora de hipertensão arterial, foi internada dia 23/06 e foi a óbito dia 25/06, em unidade da rede pública, em Feira de Santana;

1816º óbito – homem, 94 anos, residente em Paulo Afonso, portador de diabetes e doença cardiovascular, foi internado dia 23/06 e foi a óbito dia 25/06, em unidade da rede pública, em Paulo Afonso;

1817º óbito – mulher, 73 anos, residente em Glória, portadora de doença cardiovascular, foi internada dia 13/06 e foi a óbito dia 20/06, em unidade da rede pública, em Paulo Afonso;

1818º óbito – homem, 50 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial e diabetes, foi internado dia 03/06 e foi a óbito dia 19/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1819º óbito – homem, 59 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial e obesidade, foi internado dia 09/06 e foi a óbito dia 20/06, em unidade militar, em Salvador;

1820º óbito – homem, 78 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial, foi internado dia 29/05 e foi a óbito dia 28/06, em unidade da rede privada, em Salvador;

1821º óbito – homem, 73 anos, residente em Salvador, portador de doença renal crônica, foi internado dia 10/06 e foi a óbito dia 27/06, em unidade da rede privada, em Salvador;

1822º óbito – mulher, 82 anos, residente em Ilhéus, portadora de doença cardiovascular, foi internada dia 14/06 e foi a óbito dia 16/06, em unidade da rede pública, em Ilhéus;

1823º óbito – homem, 85 anos, residente em Salvador, portador de doença respiratória crônica, foi internado dia 14/06 e foi a óbito dia 25/06, em unidade da rede privada, em Salvador;

1824º óbito – homem, 73 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial e diabetes, foi internado dia 25/06 e foi a óbito dia 27/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1825º óbito – mulher, 77 anos, residente em Paulo Afonso, portadora de doença cardiovascular, foi internada dia 14/06 e foi a óbito na mesma data (14/06), em unidade da rede pública, em Paulo Afonso;

1826º óbito – homem, 37 anos, residente em Feira de Santana, portador de diabetes e doença cardiovascular, foi internado dia 17/06 e foi a óbito dia 29/06, em unidade da rede pública, em Feira de Santana;

1827º óbito – mulher, 36 anos, residente em Paulo Afonso, portadora de doença do sistema nervoso, data de admissão não informada, foi a óbito dia 12/06, em unidade da rede pública, em Paulo Afonso;

1828º óbito – homem, 83 anos, residente em Salvador, portador de doença cardiovascular, foi internado dia 08/06 e foi a óbito dia 10/06, em unidade da rede privada, em Salvador;

1829º óbito – homem, 75 anos, residente em Salvador, portador de diabetes e doença renal crônica, foi internado dia 23/05 e foi a óbito dia 28/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

1830º óbito – mulher, 73 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial, foi internada dia 08/06 e foi a óbito dia 25/06, em unidade da rede privada, em Salvador;

1831º óbito – homem, 46 anos, residente em Alagoinhas, portador de hipertensão arterial e diabetes, foi internado dia 15/06 e foi a óbito dia 28/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1832º óbito – mulher, 70 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial e diabetes, foi internada dia 03/06 e foi a óbito dia 04/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1833º óbito – mulher, 77 anos, residente em Cândido Sales, portadora de hipertensão arterial e diabetes, foi internada dia 25/06 e foi a óbito dia 27/06, em unidade da rede pública, em Cândido Sales;

1834º óbito – mulher, 84 anos, residente em Santo Antônio de Jesus, portadora de hipertensão arterial e doença cardiovascular, foi internada dia 24/06 e foi a óbito dia 26/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1835º óbito – mulher, 65 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial e doença renal crônica, foi internada dia 30/04 e foi a óbito dia 19/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

1836º óbito – homem, 79 anos, residente em Salvador, portador de neoplasias e doença do sistema nervoso, foi internado dia 29/05 e foi a óbito dia 03/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1837º óbito – mulher, 45 anos, residente em Candeias, portadora de neoplasias, foi internada dia 17/05 e foi a óbito dia 19/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1838º óbito – homem, 79 anos, residente em Paulo Afonso, portador de diabetes, data de admissão não informada, foi a óbito dia 19/06, em unidade da rede pública, em Paulo Afonso;

1839º óbito – mulher, 50 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial, diabetes, obesidade e doenças hematológicas, foi internada dia 11/06 e foi a óbito dia 25/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1840º óbito – homem, 78 anos, residente em Ilhéus, portador de diabetes e doença cardiovascular, foi internado dia 02/06 e foi a óbito dia 08/06, em unidade da rede pública, em Ilhéus;

1841º óbito – mulher, 63 anos, residente em Salvador, portadora de diabetes, foi internada dia 29/06 e foi a óbito dia 30/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1842º óbito – homem, 38 anos, residente em Salvador, sem comorbidades, foi internado dia 02/05 e foi a óbito dia 28/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

1843º óbito – mulher, 92 anos, residente em Salvador, portadora de demências, incluindo Alzheimer, foi internada dia 05/06 e foi a óbito dia 27/06, em unidade da rede privada, em Salvador;

1844º óbito – homem, 90 anos, residente em Salvador, portador de doença cardiovascular e demências, incluindo Alzheimer, foi internado dia 06/06 e foi a óbito dia 20/06, em unidade da rede privada, em Salvador;

1845º óbito – mulher, 79 anos, residente em Salvador, portadora de doença cardiovascular, foi internada dia 18/06 e foi a óbito na mesma data (18/06), em unidade da rede pública, em Salvador;

1846º óbito – mulher, 87 anos, residente em Salvador, portadora de doença cardiovascular, foi internada dia 05/06 e foi a óbito dia 15/06, em unidade da rede privada, em Salvador;

1847º óbito – mulher, 68 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial e diabetes, foi internada dia 06/06 e foi a óbito dia 11/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1848º óbito – homem, 73 anos, residente em Salvador, portador de doença respiratória crônica, doença renal crônica e doença hepática, foi internado dia 10/06 e foi a óbito dia 17/06, em unidade da rede privada, em Salvador;

1849º óbito – homem, 85 anos, residente em Salvador, portador de doenças do sistema nervoso, foi internado dia 08/06 e foi a óbito dia 22/06, em unidade da rede privada, em Salvador;

1850º óbito – homem, 64 anos, residente em Fortaleza, portador de hipertensão arterial, foi internado dia 03/05 e foi a óbito dia 05/06, em unidade da rede pública, em Feira de Santana;

1851º óbito – homem, 69 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial e doença renal crônica, data de admissão não informada, foi a óbito dia 22/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

1852º óbito – homem, 81 anos, residente em Salvador, portador de diabetes, doença cardiovascular e doença renal crônica, foi internado dia 08/06 e foi a óbito dia 10/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1853º óbito – mulher, 43 anos, residente em Alagoinhas, sem informação de comorbidades, foi internada dia 03/06 e foi a óbito na mesma data (03/06), em unidade da rede pública, em Alagoinhas.

DESTAQUE

Pau da Lima terá aplicação de vacina V10 para cães nesta quinta (16) e sexta (17)

Published

on

By

Foto: Bruno Concha/Secom PMS

Texto: Ascom/Secis

Os tutores de cães têm mais uma oportunidade de garantir a proteção dos animais contra dez doenças com a aplicação da vacina V10, que será disponibilizada de forma gratuita na quinta (16) e sexta-feira (17), pela Secretaria Municipal de Sustentabilidade, Resiliência, Bem-Estar e Proteção Animal (Secis), através da Diretoria de Proteção Animal (Dipa). A ação acontecerá na Avenida Aliomar Baleeiro, em Pau da Lima (entrada ao lado da Cromotecnica).

Os animais serão atendidos por ordem de chegada, com distribuição de 300 fichas por dia, a partir das 9h. É preciso que o tutor apresente documento de identificação com foto, cartão de vacina do animal (caso tenha), e comprovante de residência.

A vacina estará disponível para aplicação da primeira e segunda dose. Caso nunca tenha tomado a vacina e seja filhote, é preciso obedecer ao intervalo de 21 a 28 dias entre as doses para a aquisição de anticorpos contra as doenças. A dose de reforço também não deve ultrapassar o período máximo de 30 dias para aplicação. Em casos extremos de doença, a vacinação pode ser adiada.

É importante ressaltar que animais doentes, gestantes, lactantes e fêmeas no cio; em uso de antibiótico ou em uso de anti-inflamatório; que passaram por algum procedimento cirúrgico em menos de 20 dias; e com menos de 45 dias de vida não podem ser vacinados.

“A V10 é fundamental na prevenção de doenças como cinomose, parvovirose, coronavirose, adenovirose, parainfluenza, hepatite infecciosa canina, além de quatro tipos de leptospirose, totalizando dez tipos de antígeno”, ressalta a diretora de Proteção Animal da Secis, Michelle Holanda.

A medida municipal visa promover qualidade de vida e saúde aos animais de pessoas de baixa renda, protetores independentes e de ONG’s. A vacina, na rede privada, pode custar até R$270. Este ano, o projeto itinerante de vacinação da Secis assegurou mais de  8,6 mil doses, nos esquemas primário e reforço, para os cachorros das localidades de São Bartolomeu, Itaigara, Itapuã e Cajazeiras.

Continue Reading

DESTAQUE

Prefeitura inaugura na Liberdade nona Unidade de Saúde da Família desde 2021

Published

on

By

Fotos: Betto Jr./Secom PMS

Reportagem: Vitor Villar e Rodrigo Aguiar Secom PMS

A Prefeitura de Salvador inaugurou nesta segunda-feira (13) a Unidade de Saúde da Família (USF) da Liberdade, para oferta de serviços de atenção integral à saúde, desde o recém-nascido ao idoso, através de atendimento médico e odontológico. Com investimento de R$671 mil, esta é a nona unidade inaugurada pela atual gestão.

Durante a entrega, o prefeito Bruno Reis afirmou que a USF da Liberdade vai ampliar a oferta de saúde na região, contribuindo para a cidade se aproximar dos 70% de cobertura da atenção básica, atingindo assim a universalização, conforme preconiza o Ministério da Saúde.

Em alguns distritos da capital baiana, a cobertura já ultrapassa os 80%, informou o gestor. “Com a abertura dessa nova unidade, vamos atender à população da Liberdade, esse bairro marcado por lutas e resistência, com a maior população negra da cidade e que precisava ter uma oferta melhor de saúde”, disse o chefe do Executivo municipal.

A unidade inaugurada terá capacidade para atender aproximadamente 460 pessoas por dia. Serão três equipes de Saúde da Família e três equipes de Saúde Bucal. A USF prestará assistência prioritária à população da área adstrita da Liberdade, onde há cerca de 12 mil pessoas cadastradas na Estratégia de Saúde da Família.

“Ainda há previsão de mais uma unidade no distrito da Liberdade, na sede da OAF [Organização de Auxílio Fraterno]. E de mais outras duas unidades em distritos próximos, no Areal e no Uruguai”, acrescentou o prefeito.

Segundo o gestor, a cidade já teria alcançado os 70% de cobertura da atenção básica se considerasse os números mais recentes do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística referentes à população. “Se eu fosse seguir os dados do IBGE, já tinha passado dos 70%. Mas quem anda nessa cidade todos os dias, como eu ando, sabe o quanto ela cresceu e quais são as suas reais necessidades, independentemente dos números”, pontuou.

Bruno destacou ainda os avanços de Salvador na área da saúde, entre eles a ampliação na cobertura da atenção básica nos últimos anos. “Éramos a última colocada em oferta da atenção básica. Tínhamos apenas 18% de cobertura e, com essas unidades que estamos inaugurando, vamos ser a capital que mais avançou”, disse.

Além disso, o prefeito lembrou o aumento do número de Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) – de uma para 11 – e a criação de três hospitais. Além do Hospital Municipal, o primeiro da história da cidade, serão inaugurados este ano a primeira Maternidade Municipal, com Hospital da Criança, e o Hospital do Homem, cuja entrega está prevista para junho.

A vice-prefeita e secretária municipal de Saúde, Ana Paula Matos, explicou que a criação de novas unidades de saúde na Liberdade e Cidade Baixa é estratégica. “O prefeito, de imediato, determinou que construíssemos mais unidades nesses locais”, disse. Ela ainda adiantou que, no Areal, a estrutura será um complexo de saúde, com CAPS Infantil (Centro de Atenção Psicossocial Infanto-Juvenil) e Unidade de Saúde da Família (USF).

A secretária destacou ainda a marca de 1 milhão de atendimentos alcançados pelo programa Saúde nos Bairros e o papel das Upinhas para auxiliar Salvador a ser uma das primeiras cidades a superar a epidemia de dengue. “Em nenhum momento nós agravamos e temos dados que comprovam. No ano passado, até esse período, havia 1.772 casos confirmados de dengue. Esse ano, caiu mais do que a metade, com 825 casos”, comparou.

Continue Reading

DESTAQUE

Representante da saúde de Amargosa vem conhecer de perto sistema da Regulação de Lauro de Freitas

Published

on

By

A Central de Regulação de Lauro de Freitas recebeu a visita técnica de Luciana Cintra, diretora da regulação de Amargosa, que foi recebida pelo coordenador da regulação Igor Mascarenhas, e teve como objetivo conhecer o sistema desenvolvido pelo município. Na ocasião foi apresentado o modelo de gestão e monitoramento das vagas, bem como os processos necessários para efetivação da regulação.

Igor Mascarenhas, explicou como surgiu o sistema que é exemplo para outros municípios. “Durante a pandemia nós tivemos uma demanda represada muito grande, e muitos procedimentos deixaram de ser efetuados. Com o fim da pandemia, a demanda represada veio e tivemos filas imensas. Foi quando Lauro de Freitas teve essa ideia de trazer uma regulação mais humanizada para a população e nisso a gente traz uma fila que era presencial e a torna virtual. Com a adoção desse sistema nós conseguimos descentralizar a regulação, hoje nós temos a Central e mais 14 postos distribuídos no município”.

Luciana Cintra, falou sobre o objetivo da visita. “A ideia é dialogar sobre pactuação, conhecer sobre o fluxo e ver onde a regulação de Lauro pode ajudar na organização desse fluxo para os pacientes de Amargosa”.

Segundo o coordenador, além da possibilidade de descentralização da marcação, o sistema adotado permite o levantamento de dados que ajudam na melhoria do atendimento à população. “Antes havia o hábito de se dormir na fila para garantir uma vaga, hoje a gente observa que o público que utiliza a regulação aumentou, temos pessoas que param o carro, dão entrada e vão para casa”. A população ainda tem a opção de acompanhar o status de suas consultas e exames através do site (regulacaomunicipal.pmlf.ba.gov.br).

Texto – Yandra Barros

Foto –  Andressa Oliveira

SUPCOM PMLF – Superintendência de Comunicação de Lauro de Freitas

www.laurodefreitas.ba.gov.br

Continue Reading

Cultura