Ministro afirmou que “todo debate político traz tensões. É natural que isso aconteça”

O ministro , do Supremo Tribunal Federal (STF), minimizou nesta sexta-feira (20), a crise recente entre o presidente Jair Bolsonaro (PL) e a Corte. Ele disse que Executivo e Judiciário tem “maturidade para, à luz dos conflitos, buscar o melhor caminho”.

A declaração vem após um novo capítulo da tensão entre Planalto e STF, aberto com críticas de Bolsonaro ao ministro Alexandre de Moraes. Primeiro, o presidente entrou com uma notícia-crime cobrando uma investigação de Moraes por abuso de autoridade em certas investigações.

Em menos de 24 horas, o ministro Dias Toffoli, definido relator, rejeitou o pedido e disse que um juiz não pode de tornar réu “pelo simples fato de ser juiz”. Com o freio do STF, Bolsonaro decidiu acionar a Procuradoria-Geral da República (PGR). Ainda não houve manifestação do órgão sobre a representação do presidente.Questionado sobre o papel das  no processo eleitoral, bandeira que tem sido levantada pelo presidente ao questionar sem provas a segurança das urnas eletrônicas e defender uma contagem paralela de votos pelos militares, Mendonça afirmou que o trabalho deve ser em nome do “bom andamento das eleições”. Mendonça também defendeu a atuação do Judiciário como “agente pacificador das relações sociais”. Mendonça esteve em  para ministrar uma aula magna sobre governança pública e Estado de Direito na sede da Associação Paulista de Magistrados (Apagamagis), na região central na capital paulista.

 

Fonte: André Mendonça minimiza “crise” entre Jair Bolsonaro e STF – ContraFatos