Connect with us

CULTURA

Música, exposições e rodas de conversa marcam o Dia da Consciência Negra

Published

on

Música, exposições e rodas de conversa marcam o Dia da Consciência Negra

O Dia da Consciência Negra, celebrado neste sábado (20), está movimentado com ações e atrações do Novembro Negro, promovidas ou apoiadas pelo Governo do Estado. Com concentração às 7h, na sede da Unegro, será aberta a 13ª Lavagem da Estátua de Zumbi dos Palmares, no Pelourinho, em homenagem ao ícone da luta contra a escravidão. Às 15h, o Museu de Arte Moderna (MAM-Bahia) sedia conversa sobre ‘Quilombo do Cabula/Beiru’.

Já na Sala do Coro do Teatro Castro Alves, Mateus Aleluia vai apresentar a palestra musical ‘O Canto dos Recuados’, a partir das 20h. Para entrar no Complexo do TCA é necessária a apresentação do cartão de vacinação contra Covid-19. O evento será transmitido pelos canais do Youtube da Senzala Cultural e TV UFRB.

A roda de conversa ‘Beiru e o Antigo Quilombo do Cabula: um lugar de resistência’ terá entrada gratuita na Galeria 3 do MAM, neste sábado (20), às 15h. A iniciativa é da Pinacoteca do Beiru que participa do ‘Programa de Residências Artísticas do MAM’ desde outubro deste ano e prossegue até 9 de janeiro de 2022.

A apresentação e condução do bate-papo é do professor e pesquisador Luciano Silva, especialista em História Pública, professor de História da rede de educação privada e criador do perfil ‘Salvador em Fatos e Fotos’ no instagram. Luciano também é pesquisador e agitador cultural do samba junino e outros gêneros musicais no Beiru, além de músico e cantor.

Os demais museus do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultura da Bahia (Ipac) também estão oferecendo diversas ações em homenagem ao Novembro Negro. A campanha é importante para as lutas e mobilizações pela afirmação do povo negro, combate ao racismo, à intolerância religiosa e a garantia dos direitos. Dentre as atividades, todas gratuitas, com exceção do Cinema do MAM, estão recital de piano, oficinas, palestras, exposições, concerto e debates.

Em Lençóis, na Chapada Diamantina, a Fundação Pedro Calmon (FPC) apresenta mais uma edição do projeto O Violão e a Palavra, com Lazzo Matumbi. A programação contempla lançamentos de livros, palestras e oficinas, no Centro Cultural da cidade, nesta sexta-feira (19) e sábado (20).

De acordo com o diretor da FPC, Zulu Araújo, O Violão e a palavra tem por intuito fortalecer o diálogo da literatura e poesia com a música, reunindo pessoas que gostam de um papo divertido e animado, tendo a relação da palavra com a música como tema, “promovendo um encontro de arte e cultura para os amantes de literatura, leitura e música”. Lazzo Matumbi encerra a programação neste sábado (20), às 22h30.

MAB Literário

No Museu de Arte da Bahia (MAB), neste sábado (20), será realizado o MAB Literário, em um encontro das autoras Lilian Almeida e Helena Nascimento, com o poeta Elenilson, do coletivo Sur’art, para apresentar suas obras e debater a importância desta data. No mesmo dia, às 17h30, acontece o Recital de Piano a 4 mãos, com os músicos Tamara Pitágoras e Luis Carlos Sanches.

No dia 24, às 18h, com algumas peças de autores negros no repertório, os músicos do MAB Lírico apresentam um concerto especial para comemorar o Novembro Negro. Neste mesmo dia, entra em exibição, no instagram do MAB, a exposição virtual com fotos de Voltaire Fraga, que fazem parte do acervo do museu, retratando as baianas e seu cotidiano.

MAM

Já o MAM participa do Novembro Negro ancorado no ‘Programa de Residências Artísticas’. Desta vez, convidou a Pinacoteca do Beiru. O bairro, localizado entre o Cabula, Avenida Paralela, Mata Escura, Sussuarana e Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador, tem mais de 80% da população autodeclarada afrodescendente.

O ateliê da Pinacoteca do Beiru, montado no MAM, está aberto para visitação gratuita de terça a sexta-feira, das 13h às 17h. A residência artística também faz atividades pontuais, como as ‘Oficinas de Artes para Crianças’ aos domingos, com duas turmas gratuitas: das 15h às 16h e das 16h às 17h.

Além disso, o MAM continua com a exposição ‘O Museu de Dona Lina,’ de terça a domingo, das 13h às 17h, onde são exibidas obras de dezenas de artistas afrodescendentes baianos e nordestinos. No site do MAM há também a ‘visita virtual’ à exposição em cartaz e o ‘Catálogo do MAM’ para uso universal.

Palacete das Artes

Até 30 de janeiro de 2022, o Palacete das Artes sedia a exposição do 8º Prêmio Nacional de Fotografia Pierre Verger, promovido pela Fundação Cultural do Estado. O prêmio homenageia o legado do fotógrafo, etnólogo, antropólogo e pesquisador francês que viveu grande parte da vida na cidade de Salvador.

Nesta 8ª edição, Carolina Krieger (SC) foi premiada na categoria ‘Ancestralidade e Representação’; Washington da Selva (MG) na categoria ‘Questões Históricas’; e Hirosuke Kitamura foi ganhador do prêmio ‘Livre Temática e Técnica’. O baiano Diego Sei recebeu o Prêmio Residência Artística, realizado na ilha de Boipeba.

Além dos premiados, estão na exposição os artistas fotógrafos Bauer Sá (Corpos, cadeira e luz), Lita Cerqueira (Bahia de Yayá e Yoyô), Vanessa Pataxó (Anemãvey Pataxó – Casamento Pataxó), Rodrigo Masina Pinheiro e Ton Zaranza (Não leve flores), Renata Voss Chagas (Prova de Contato), o Duo Paisagens moveis de Maria Vaz e Barbara Lissa (Quanto tempo dura uma tonelada), Paula Sampaio (Sob a pele ossos da memória), Anna Menezes (Corpos Sedimentados), Uiler Costa (A cosmologia da maré baixa – Coroas), Adriano Machado (Estudos sobre natureza-morta) e André Lago (Caiporas).

Lançado em 2002, o Prêmio Nacional de Fotografia Pierre Verger vem se consolidando ao longo dos anos como uma das principais premiações na área do país.

Programação

Sala do Coro do Teatro Castro Alves
20.11, às 20h – ‘O Canto dos Recuados’ com Mateus Aleluia.

Museu de Arte da Bahia
20.11, às 14:30 – MAB Literário: Encontro das autoras Lilian Almeida e Helena Nascimento com o poeta Elenilson, do coletivo Sur’art, para apresentar suas obras e debater a importância desta data.
20.11, às 17h30 – Recital de Piano a 4 mãos com os músicos Tamara Pitágoras e Luis Carlos Sanches.
24.11, às 18h – MAB Lírico: Concerto com algumas peças de autores negros e cantos de orixás.
24.11 – Exposição virtual no Instagram do MAB (@museudeartedabahia) com fotos de Voltaire Fraga retratando as baianas de acarajé.

Palacete das Artes
Até 30.01 – Exposição do 8º Prêmio Nacional de Fotografia Pierre Verger.

Museu de Arte Moderna da Bahia
Até 30.11, 13h às 17h – Exposição ‘O Museu de Dona Lina’.
Até 30.11, 13h às 17h – Visitação pública ao ‘Programa de Residências Artísticas do MAM: Ateliê Pinacoteca do Beiru’.
Até 21.11 – ‘Oficinas de Arte Pinacoteca do Beiru no MAM’. 2 turmas: das 15h às 16h e das 16h às 17h por ordem de chegada.

Continue Reading

CULTURA

Malhada das Pedras tem domingo de entregas de obras do Governo do Estado

Published

on

By

Este domingo (2) foi de festa para o município de Malhada de Pedras, que fica distante 570 quilômetros de Salvador. A cidade da Chapada Diamantina que tem cerca de 9 mil habitantes recebeu a visita do governador Jerônimo Rodrigues para entrega de obras nas áreas de saúde, desenvolvimento rural e desenvolvimento urbano. Ele ainda autorizou a pavimentação de ruas e a implantação de abastecimento de água.

“É uma alegria estar aqui, hoje, para tantas inaugurações. Convênios serão publicados esta semana, o prefeito vai cuidar de licitar e eu espero que a gente possa correr, juntos, para vir fazer novas entregas. Me comprometi com a entrega de móveis para escolas, me comprometi com água, essa parceria é muito importante, Malhada das Pedras modificou muito para melhor, bairros pavimentados, escola de grande porte. Eu saio animado com o que estou vendo”, comemorou o governador.

O valor de quase R$ 900 mil foi aplicado na requalificação do Mercado Municipal. As obras incluíram serviços de reforma geral, pintura, instalações elétrica e hidráulica, ampliação da área coberta, piso, fachada e substituição de todas as portas dos boxes internos e externos. A intervenção é uma parceria da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR) com a prefeitura.

Com 20 anos vendendo a própria produção no mercado, o feirante Cláudio Luiz espera aumentar o rendimento, a partir da maior presença de clientes: “essa reforma aqui vai nos ajudar muito, a feirinha veio num tempo certo, num tempo bom. Vai oferecer mais conforto e mais melhoria pra gente”. Na oportunidade, foram distribuídas 50 barracas de feira livre, para organização, qualificação e comercialização direta de produtos da agricultura familiar.

Com o aporte de R$ 272 mil, foi implantada a Unidade Classificadora de Ovos. O estabelecimento, que tem capacidade para classificar seis mil ovos por dia, vai contribuir para o desenvolvimento local e geração de emprego e renda para as famílias.

Para o presidente da CAR, Jeandro Ribeiro, os dois equipamentos vão reforçar a importância da agricultura para a economia da cidade. “O mercado municipal, numa cidade do tamanho de Malhares de Pedras, ele é chamado de shopping do município, porque aqui reúne todos aqueles que querem comprar um alimento saudável, e o produto vem da agricultura familiar. Os consumidores também podem ir ali, no restaurante, comer uma fatada, uma rabada, o que bem tem em feira livre”, afirmou, acrescentando: “esse conjunto de investimentos que o governador vem fazendo vem alargando as possibilidades para esse segmento da sociedade tão importante que é a agricultura familiar. Equipamentos que produzem, que geram renda e emprego para a população”.

A parceria da Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur) com a gestão municipal rendeu várias intervenções para Malhada de Pedras. Foram investidos, aproximadamente, R$ 2,5 milhões na pavimentação e drenagem de ruas e vias da sede e do bairro Popular IV.

Foi entregue, ainda, a Praça Nely Aparecida. O espaço de convivência e lazer dos moradores teve o orçamento de R$ 533 mil.

O Povoado de Poço Dantas, distante 12 quilômetros da sede, foi contemplado com uma Unidade Básica de Saúde (UBS). O aporte feito pela Secretaria estadual da Saúde (Sesab) foi de, aproximadamente, R$ 1,1 milhão, entre obras e aparelhos. O posto médico também recebeu um kit para equipá-lo.

Ainda na cidade, o governador visitou as obras de modernização do Colégio Estadual de Malhada de Pedras, que irá se transformar em Colégio Estadual de Tempo Integral de Malhada de Pedras. O prédio está sendo estruturado para o novo padrão de unidades de ensino na Bahia. Essa intervenção é realizada pela Secretaria estadual da Educação (SEC) junto à Sedur, por meio da Companhia de Desenvolvimento Urbano (Conder).

Outra visita que Jerônimo fez foi à escola municipal que vai sediar o Centro Educacional Ruy Barbosa. Ela também passa por obras de adequações para o atual modelo adotado pela gestão baiana, realizadas pela SEC e Sedur, por meio da Conder.

Autorizaçõe

Na oportunidade, Jerônimo assinou autorizações para a pavimentação do acesso ao Colégio Estadual e da nova unidade escolar que vai sediar o Centro Educacional Ruy Barbosa, além da implantação de abastecimento de água para as localidades de Mosquito e Sapé. A SEC foi autorizada a adquirir móveis para o Centro Educacional Ruy Barbosa.

Repórter: Anderson Oliveira/GOVBA

Continue Reading

CULTURA

7ª Mostra Lugar de Mulher é no Cinema recebe inscrições de curtas-metragens até sábado (25)

Published

on

By

Foto: Divulgação

Reportagem: Priscila Machado/Secom PMS

Até o próximo sábado (25), estão abertas as inscrições para a 7ª Mostra Lugar de Mulher é no Cinema, festival de curtas-metragens dirigidos por mulheres e pessoas não binárias que será realizado em Salvador entre os dias 24 e 28 de julho, em celebração ao Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha. Será aceito qualquer curta-metragem produzido a partir de 2022 e que seja dirigido por mulheres e pessoas não binárias.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo site do evento, no endereço www. mostramulhernocinema.com.br. O resultado da seleção também será divulgado no site e nas redes sociais da mostra. Os links dos filmes devem estar hospedados na plataforma Vimeo ou YouTube.

Este ano, as exibições das produções da competitiva serão divididas em três tipos de sessão: Lua (para os curtas nacionais), Matinê (para o público infantil e adolescente) e Raízes (dedicada aos curtas baianos). Haverá sessões competitivas e não competitivas e os locais de exibição ainda estão sendo definidos.

A Mostra Lugar de Mulher é no Cinema tem o objetivo de fomentar e disseminar obras dirigidas por mulheres e pessoas não binárias, possibilitando uma pluralidade de olhares para as produções. “O festival nasceu a partir de uma observação feita pelas criadoras no mercado e da constatação de que era muito difícil ver filmes dirigidos por mulheres e por pessoas não-binárias em tela. O que acaba chegando para o público lá na ponta, que o público tem acesso, são filmes que não têm esse recorte. É um recorte que traz um olhar feminino, mas, acima de tudo, um olhar cinematográfico e do audiovisual”, conta Day Sena, diretora-executiva da mostra.

“Quando a gente vai para um olhar específico, por exemplo, um filme que tem uma temática feminina, a gente vê a diferença de um olhar feminino na produção. Dentro do espectro da não binariedade também existem questões que são tocadas, mas que estão dentro do espectro feminino. E é importante que uma mulher e uma pessoa não-binária esteja dentro desse contexto para que imprima melhor do que está se tratando, com mais verdade”, acrescenta.

Mesas e oficinas – Além de exibir produções dirigidas ou protagonizadas por mulheres e pessoas não binárias, o projeto 7ª Mostra Lugar de Mulher é no Cinema promoverá ações formativas, a exemplo de mesas, oficinas e masterclass. “É extremamente importante esse lado formativo que a mostra possui. É nele que conseguimos, politicamente, inclusive, girar a roda da mulher no audiovisual baiano e brasileiro. Estamos estabelecendo algumas parcerias fora do estado que são muito importantes”, afirma Day.

O projeto foi contemplado pelo edital SalCine, com recursos financeiros da Fundação Gregório de Mattos (FGM), vinculada à Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult) de Salvador, e da Lei Paulo Gustavo, viabilizados pelo Ministério da Cultura.

Continue Reading

CULTURA

Espaços culturais da Prefeitura participam da 22ª Semana Nacional de Museus

Published

on

By

Fotos: Valter Pontes/Secom PMS

Os diversos espaços culturais da Prefeitura de Salvador participam, até o próximo domingo (19), da 22ª Semana Nacional de Museus. Neste período, uma programação especial aguarda o público nas unidades geridas pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult): Cidade da Música da Bahia (Comércio), Casa do Carnaval da Bahia (Praça da Sé), Casa do Rio Vermelho – Jorge Amado e Zélia Gattai (Rio Vermelho), Memorial Dois de Julho (Lapinha), Espaço Carybé das Artes e Pierre Verger da Fotografia (ambos na Barra).

A Semana Nacional de Museus é uma iniciativa coordenada pelo Ibram – Instituto Brasileiro de Museus -, celebrada anualmente em homenagem ao Dia Nacional dos Museus, que acontece todo dia 18 de maio. Esta é a 22ª edição do evento, que acontece de 13 a 19 deste mês, em museus, instituições de memória e espaços culturais de todo o país.

“O grande objetivo dessa iniciativa cultural é promover e valorizar estes espaços e ensejar a possibilidade de a população conhecê-los, permitindo que tanto o público local como visitantes saibam da existência desses espaços, podendo contemplá-los da melhor forma possível, desfrutando da programação especial devidamente preparada para essas datas, como oficinas, atividades de dança, artes visuais, música, visitas a jardins. A intenção é apresentar ao público este acervo tão importante que, a seu modo, conta um pouco da história da nossa cidade e de nosso estado”, explica a coordenadora de Equipamentos Culturais da Secult, Renata Camarotti.

Os espaços funcionam das 10h às 18h. Os valores dos ingressos custam R$20 a inteira, e R$10 a meia-entrada – este benefício é estendido a residentes em Salvador, com a devida comprovação de endereço.

Programação:

Casa do Rio Vermelho

Até dia 30 – Exposição Temporária: Em celebração ao Dia do Trabalhador, esta mostra temporária destaca o escritor como um profissional das artes, das escrita e das letras. A exposição terá como base e inspiração a narrativa de vida profissional do casal Jorge Amado e Zélia Gattai, que juntos compartilharam não somente o amor, afeto por sapos, mas também a profissão de reorganizar as palavras e letras para sensibilizar e cativar seus leitores.

Dias 16 e 17, às 15h30 – Visitas Mediadas: A atividade desvenda alguns dos segredos e curiosidades da Casa do Rio Vermelho, através de um passeio onde memória e cultura se unem para trazer a história do imóvel e dos ilustres moradores: o casal de escritores Jorge Amado e Zélia Gattai.

Dia 18, às 10h30 – Oficina de Mosaicos: Com foco no ensino da educação artística, a atividade é uma verdadeira celebração de cores e formas, onde cada participante transformará simples pedacinhos de EVA em obras de arte únicas.

Dias 18 e 19, às 10h e 18h – Desenhos na Varanda: As crianças vão participar da pintura de desenhos encantadores da Casa do Rio Vermelho e seus proprietários, acervo e livros que foram criados por alunos da Escola de Belas Artes da Ufba, sob orientação do professor Luiz Mário.

Dia 19, às 10h30 – Passeio no Jardim: Passeio pelo bosque de mais de 1.500 m², onde estão diversas espécies da flora e fauna brasileira e é possível conhecer um pouco mais a respeito das plantas desse espaço e também dos Orixás, seus habitantes encantados. A edição também celebra os artistas plásticos presentes no acervo, além de realização de pesquisa/catalogação das plantas do jardim.

Fortes Carybé das Artes e Pierre Verger

Até dia 17/6 – Exposição Guardiões da Baía: A mostra presente na Galeria Fragmentos traz fotos surpreendentes da Colônia de Pescadores Z1, apresentando os pescadores como figuras fundamentais na economia marítima e no patrimônio da Baía de Todos-os-Santos, portadores de conhecimentos tradicionais e guardiões do espaço marinho e costeiro, preservando a cultura e história desta atividade essencial.

Dia 18, às 14h e 16h – Artista por um dia – Fotografia: A dinâmica é entender o que é a fotografia e os conceitos básicos, para assim usar as lentes (olhos e celulares) para capturar diferentes pontos de vistas e perspectivas do mundo urbano ao redor.

Dia 19, às 14h e 16h – Artista por um dia – Origami: A dinâmica da oficina é usar a concentração e a habilidade manual para aprender a arte da dobradura japonesa. A ação funcionará como um curso introdutório sobre esse tipo de artes manuais, na qual o público aprenderá o básico para criar diferentes esculturas de papel.

Cidade da Música da Bahia

Dias 16 e 17, às 11h, 12h, 13h, 14h, 15h, 16h e 17h – Oficina de Percussão: O público poderá aprender técnicas básicas de um dos instrumentos mais importantes utilizados no cenário musical baiano.

Dia 18, às 15h – Batalha de dublagem: Ícones LGBT+: Com base nas batalhas de Drags Queens da cultura Ballroom e outras manifestações da comunidade LGBT+, essa atividade convida o público para uma investigação do ato de dublar e criar novas interpretações e performances para músicas icônicas do verão baiano. Nesta edição serão homenageadas as memórias de ícones da comunidade LGBT+ e os ensinamentos sobre a igualdade e respeito.

Dias 18 e 19, às 11h e 14h – Pílulas Musicais: O público é convidado a descobrir mais sobre o universo musical da Bahia. Através de pílulas musicais de 20 min a 30 min, os mediadores convidam os presentes a aprender sobre os artistas, estilos musicais e movimentos culturais do estado.

Dia 19, às 15h – Música Viva: O Música Viva deste mês será inspirado no processo de educação e pesquisa musical. Nesta ação, artistas são convidados para apresentarem ao público como uma obra musical nasce, quais suas fontes de inspiração e, principalmente, como a música pode ser uma ferramenta de transformação.

Memorial 2 de Julho

Dia 18, às 15h – Jogo da Memória: O público vai aprofundar os conhecimentos sobre os eventos e personalidades que desempenharam papéis cruciais na Independência da Bahia, em envolventes e educativos jogos. A experiência envolve quebra-cabeças e jogos da memória, onde todos sempre se divertem e aprendem um pouco mais sobre a história da Bahia.

Dia 19, às 15h – Você no 2 de Julho: A oficina de confecção de cartaz remete à festa de comemoração da Independência da Bahia, realizada no dia 2 de Julho, evento profundamente enraizado na cultura popular. Durante o cortejo, os participantes têm a oportunidade de expressar opiniões sobre questões sociais, e se manifestar de forma crítica através de cartazes, adicionando uma camada adicional de comunicação visual à já rica decoração do desfile e das fachadas.

Casa do Carnaval da Bahia

Dia 18, às 15h – Oficina de Mosaico de Lantejoulas: A oficina de mosaico é um espaço enriquecedor que estimula a criatividade e o desenvolvimento pessoal. Ao explorar a arte dos mosaicos com lantejoulas, o público mergulhará em uma jornada de imaginação, concentração e autoestima.

Dias 16 e 17, às 16h, e dias 18 e 19, às 11h e 14h – Bloco da Mediação: A visita guiada temática acontece como um bloco de carnaval, com todos juntos, fantasiados e na mesma vibração para conhecer um pouco mais sobre a folia de Momo na Bahia.

Dia 19, às 15h – Carnaokê Especial: A atividade permite aos participantes cantar as músicas que embalaram os carnavais passados. Nesta edição, o foco estará nas cantoras da axé music e do carnaval soteropolitano. A ação também vai celebrar o Dia do Artista Visual os diferentes artistas do acervo da CCB.

Continue Reading

Cultura