Connect with us

CIDADES

Problema em trem da Linha 2 dificulta circulação no Metrô de Salvador

Published

on

Um problema em um dos trens do Metrô de Salvador dificultou a vida de quem depende do sistema na manhã desta segunda-feira (11). De acordo com a CCR Metrô, empresa que administra o sistema, houve um “incidente técnico” por volta das 4h. “Um carro da composição bloqueou a via principal durante uma manobra especial”, informou a assessoria.

Desde o início do dia, ouvintes da Metrópole relatam demora nas estações da Linha 2, que ficaram mais cheias do que o normal. Houve, inclusive, princípio de tumulto em Pituaçu. Ainda segundo leitores do Metro1, o tempo de espera ficou entre 20 e 30 minutos.

“Os passageiros que estão saindo da Estação Mussurunga com destino ao Acesso Norte, precisam fazer a baldeação na Estação CAB, para o destino desejado. A operação na Linha 1 segue normal desde às 5h”, disse a CCR, em nota.

Fonte: Metro1

Continue Reading

CIDADES

Na ducentésima cidade visitada, Jerônimo lança ações de preservação do cerrado baiano e de proteção do meio ambiente em todo o estado

Published

on

By

Com a marca de 200 cidades da Bahia visitadas desde que tomou posse, em 1° de janeiro de 2023, o governador Jerônimo Rodrigues esteve, nesta quinta-feira (6), no município de São Desidério. Na agenda, no Território de Identidade da Bacia do Rio Grande, na região oeste do estado, ele lançou ações de preservação do cerrado baiano e de proteção do meio ambiente em todo o estado.

Ontem (5), Dia Mundial do Meio Ambiente, o chefe do Executivo baiano esteve em Brasília para assinar, ao lado do presidente Luis Inácio Lula da Silva, o decreto de criação do Monumento Natural Cavernas de São Desidério (Mona). A nova unidade de conservação abrange 16 mil hectares e vai preservar as fitofisionomias do cerrado, sistemas flúvio-cársticos, aquíferos em rochas calcárias e sítios arqueológicos importantes, além de proteger parte da bacia do Rio João Rodrigues, afluente do Rio São Desidério, que deságua no Rio Grande, contribuinte do Rio São Francisco.

“Nós estamos, justamente, na Semana Mundial do Meio Ambiente, ontem foi o Dia Mundial. Nós iríamos fazer essa agenda ambiental separada, quando o Lula nos chamou para participar, ontem, do lançamento de um conjunto de investimentos para o Meio Ambiente no Brasil inteiro, inclusive para a Bahia, inclusive para São Desidério”, lembrou o governador, que acrescentou: “isso nos estimulou a fazer uma agenda combinada. Então, no dia 5, em Brasília e, no dia 6, no oeste, uma região simbólica para nós, porque tem a ver com o meio ambiente. Nós queremos criar um ambiente bom para quem investe, para a sociedade e para a comunidade que quer ter água em abundância”.

Na cerimônia desta manhã, em São Desidério, o governador autorizou e deu ordens de serviços para diversas ações voltadas para a proteção e preservação ambiental no estado, como a publicação da consulta pública para elaboração do Plano Estadual de Meio Ambiente (Pema); do Projeto de Lei que será enviado à Assembleia Legislativa (Alba) para criação do Programa Agente Jovem Ambiental (AJA); a ordem de serviço para implantação do Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), no município de Barreiras; e autorização para celebração de convênios com sete consórcios públicos intermunicipais para aprimoramento da Gestão Ambiental Municipal. No total, 127 municípios baianos serão beneficiados.

Para o secretário estadual do Meio Ambiente, Eduardo Sodré Martins, a agenda desta quinta-feira carrega um simbolismo, pois mostra o protagonismo do meio ambiente: “cada município tem que entender a sua atuação, ter seu plano de ação municipal de mudança climática e o Estado como gerenciador. A gente está sinalizando a importância da criação da Unidade de Conservação aqui, em São Desidério, em relação à preservação do cerrado. Nós não só precisamos diminuir o desmatamento, não só precisamos aumentar as ferramentas de comando e controle, nós precisamos ter política pública de preservação, de melhorias”.

No Cadastro Nacional de Informações Espeleológicas (Canie), São Desidério possui 208 cavernas registradas e é o 24º município brasileiro com maior número de cavernas conhecidas. Assim, a criação do Monumento Natural representa um marco na luta pela preservação do cerrado baiano, o que permitirá a proteção de atributos espeleológicos de relevância máxima enquanto concilia a presença das comunidades locais, que poderão manter suas atividades de agricultura familiar e incrementar a renda com o turismo sustentável.

O Monumento Natural Cavernas de São Desidério tem como atrativos o Salão Coliseu, o maior salão de caverna conhecido no país, com mais de 25.000 m², localizado na Garganta do Bacupari; o maior lago subterrâneo do Brasil, situado no Buraco do Inferno da Lagoa do Cemitério, um hotspot de diversidade da fauna subterrânea; e o Sumidouro do João Baio, com variação regular do fluxo de água, um fenômeno raro em nível mundial. Outros locais de beleza cênica são o Lago Azul, a Gruta do Catão, o Buraco da Sucupira e o Buraco da Sopradeira.

O governador aproveitou a visita a São Desidério para entregar 460 mudas de espécies nativas do cerrado aos participantes do evento e plantar mudas de espécies da região. Também lançou o edital da 2ª Edição do Prêmio Bahia Sustentável, contratou o projeto básico de engenharia para implantação do Sistema de Esgotamento Sanitário (SES) de São Desidério e autorizou a elaboração de projeto para afaltamento da BA-463, que liga São Desidério a Catolândia, com extensão de 14 km.

“É uma data importante para o município de São Desidério, receber o abraço, receber o calor, estar com o governador no meio do povo e, principalmente, ter o governador ouvindo as nossas demandas. Nós somos o segundo maior município da Bahia em extensão territorial, praticamente do mesmo tamanho do primeiro. É um desafio fazer essa gestão em um município com um agronegócio muito forte, mas que a gente tem uma preocupação ambiental muito grande”, afirmou o prefeito José Carlos de Carvalho.

Repórter: David Mendes/GOVBA

Continue Reading

CIDADES

Salvador inicia implantação do primeiro viveiro de coqueiros da cidade

Published

on

By

Fotos: Bruno Concha/Secom PMS

Reportagem: Eduardo Santos/Secom PMS

A Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Sustentabilidade, Resiliência, Bem-Estar e Proteção Animal (Secis), deu início à implantação do primeiro viveiro de coqueiros de Salvador, no Jardim de Alah. Nesta quinta-feira (23), foram instalados no local os equipamentos de irrigação. Na próxima semana terá início o plantio das primeiras mudas.

Com 3,2 mil m² de área total e o objetivo de plantar mais de 2 mil coqueiros, respeitando o espaço mínimo de aproximadamente 1,5 metro entre eles, a criação do espaço tem o intuito de proteger e desenvolver a flora da cidade. O diretor do Sistema de Áreas de Valor Ambiental e Cultural (Savam) da Secis, João Resch, explica que o espaço foi adaptado para receber as mudas de modo que os exemplares sejam aclimatados às condições da cidade, evitando assim a perda das plantas, algo que costuma acontecer com espécimes trazidos de outros locais.

“Passado este momento, a ideia é replicar o trabalho ao longo de toda a orla. Além da preservação, a iniciativa visa recompor este trecho do Jardim de Alah, cujos coqueiros que margeavam a orla marítima se perderam ao longo do tempo. É uma alternativa que encontramos para ampliar a presença desse tipo de vegetação na região”, relata.

O local contará com proteção antivandalismo, com tela e sombrite para evitar forte incidência de raios solares diretamente nas mudas. Além disso, serão instaladas placas contendo informações sobre o espaço, visando manter a população a par do tema, para que assim possam também apoiar, cuidar e manter o projeto.

Expansão – De acordo com o secretário da Secis, Ivan Euler, a criação do viveiro é uma forma de preservar os coqueirais da cidade, a exemplo deste trecho do Jardim de Alah e do que fica situado do Morro do Cristo, na Barra. “Apesar de longevos, eles não duram para sempre. Então, anualmente, muitos são perdidos. Por isso criamos este viveiro para, no futuro, transplantá-los já adaptados ao clima de Salvador, para outras áreas, conforme a necessidade”, garante.

Este é o segundo viveiro de plantas de Salvador, sendo o primeiro focado exclusivamente em coqueiros. O outro, localizado na Praia do Flamengo, é dedicado a conservar as plantas da restinga, que é um tipo de vegetação rasteira e arbustiva, nativa do local, e são geralmente encontradas na beira da praia, a exemplo de cactos, bromélias, sumarés, salsão-da-praia e samambaias, dentre outras.

Continue Reading

CIDADES

Em São Paulo, Governo do Estado promove São João da Bahia 2024 e espera bater recorde de visitantes e de recursos arrecadados

Published

on

By

A promoção do São João da Bahia 2024 transformou o Centro de Tradições Nordestinas, em São Paulo, em uma verdadeira “embaixada” do Estado, nesta quinta-feira (9), reunindo o secretário estadual do Turismo, Maurício Bacelar, e cerca de 200 operadores e agentes de viagem, que passaram por capacitação. Não faltaram a quadrilha, o forró e a culinária típica, presentes em todo o estado durante o mês de junho.

“A nossa expectativa é que este ano a gente bata um novo recorde, que a gente tenha na Bahia mais de um 1,5 milhão de visitantes, que deixarão algo em torno de R$ 2 bilhões para a economia baiana, gerando emprego e renda para os baianos”, afirmou o secretário.

Bacelar destacou que, para atingir o objetivo de atrair visitantes, o Governo do Estado, através da Secretaria Estadual do Turismo (Setur-BA), atua nos principais polos emissores de turistas. “Nós hoje estamos aqui no centro de São Paulo, o maior emissor de turistas do País, para capacitar agentes de viagens e operadores de turismo diante das condições da festa. Nessa capacitação nós mostramos os diversos destinos da Bahia, a diversidade da nossa gastronomia, da música, do forró, da quadrilha, e também para mostrar como as pessoas chegam à Bahia, para que possam curtir o melhor São João do Brasil”.

O secretário de Turismo da Bahia enfatizou que os festejos juninos não se resumem ao São João. “Nessa época, são festejados Santo Antônio, São João e São Pedro. E com isso, as festas juninas se estendem pelo estado durante todo mês de junho”. Segundo ele, a festa está distribuída nas 13 zonas turísticas da Bahia. “Se nós formos falar aqui em um município, com certeza vamos deixar de falar de outros 416, onde a festa também vale a pena. É na Bahia que o São João tem a sua maior expressão”.

Infraestrutura

Para reforçar a mobilidade em todo o estado, a economia e, claro, o São João da Bahia, o Governo do Estado investe na aviação regional, com a recuperação e o credenciamento de aeroportos no interior, e na requalificação de estradas. Somente no ano passado foram mais de cinco mil quilômetros de rodovias recuperadas, facilitando o trânsito entre a capital e o interior. Também foram investidos em aeroportos ou aeródromos do estado cerca de R$ 200 milhões, aplicados em obras.

Repórter: Raul Rodrigues/GOVBA

Continue Reading

Cultura